Policial

Primo ajudou a esconder corpo de menina assassinada, diz polícia de RO

Postado em 20/04/2013 09:48 h | Fonte: G1

A Polícia Civil de Extrema, distrito de Porto Velho, anunciou nesta sexta-feira (19) a conclusão do caso da adolescente Vanessa Sousa da Costa, de 13 anos, no distrito de Vista Alegre do Abunã (RO). Ela foi encontrada morta em um matagal 10 dias após a polícia registrar o seu desaparecimento. De acordo com a polícia, a adolescente foi assassinada por Lucenira Lima de Matos, na época grávida de oito meses, após descobrir um envolvimento amoroso entre Vanessa e seu esposo, Diego Marques Pereira, traficante de drogas conhecido na região, segundo as investigações. Um primo da adolescente ajudou a esconder o corpo, diz a polícia.

Vanessa saiu de casa no dia 24 de fevereiro, um domingo, para ir à casa de um primo. Segundo relata o delegado Glauco de Paula Souza, a pedido deste primo, identificado como Neylor Casagrande Júnior, a adolescente foi até a casa de Diego para pegar uma quantidade de droga. Vanessa teria sido flagrada com ele no interior da residência, pela esposa Lucenira, que estava viajando e chegou de surpresa.

De acordo com a polícia, a vítima foi morta a pauladas pela mulher e Diego teria presenciado toda a ação sem interferir. Um dia depois do crime, por volta das 6h, o primo de Vanessa e o traficante foram vistos por testemunhas deixando o matagal onde o corpo da vítima foi encontrado.

Na mesma semana segundo a polícia, o casal lavou o local do crime com produto químico usado para remover tinta e pintou todo o imóvel, na tentativa de destruir qualquer indício. O mesmo produto teria sido jogado no corpo da adolescente, supostamente para acelerar o processo de decomposição.

O delegado disse ainda que Diego e a esposa tem um histórico violento na região. Ele foi preso várias vezes por tráfico de drogas e assalto a mão armada. “São pessoas temidas pela população local, o que dificultou o processo de investigação”, explica Glauco Souza.

Lucenira foi presa na cidade de Rio Branco, no Acre, onde teria dado a luz um filho do casal na última semana, e encaminhada para a delegacia de Extrema. O mandado de prisão contra Diego não foi cumprido. O casal deve responder pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e furto devido ao desaparecimento do celular da vítima. O primo de Vanessa está preso em Porto Velho por roubo e será indiciado por ocultação de cadáver. A polícia confirma ainda a participação de uma quarta pessoa, que não teve a identidade revelada para não atrapalhar nas investigações.

Primo ajudou a esconder corpo de menina assassinada, diz polícia de RO

comentários

Deixe seu comentário

Os comentários são moderados, sua mensagem será avaliada e aparecerá ou não aqui num prazo médio de 24 horas.

Desenvolvido por:
w7br