Saúde

Como superar uma perda?

Postado em 02/09/2014 11:45 h | Fonte: Assessoria

Durante a vida passamos por muitos momentos e desfrutamos de muitos sentimentos, tais como felicidade, dúvida, desespero, tristeza e, lamentavelmente, não estamos preparados para superar uma perda sem experimentar o sentimento de dor, e, por isso, é necessário que em dados momentos aceitemos e nos desprendamos de algumas situações, como a perda de alguém que consideramos importante em nossas vidas, mas que por alguma razão nos deixou.

Existem diferentes tipos de perdas, a mudança de cidade, a separação de um casal, a perda do trabalho, o afastamento de pessoas que amamos, etc. Mas, sem dúvida, a perda mais difícil de superar é quando morre um ente querido.

Talvez você já tenha escutado falar a respeito das etapas do luto, elas explicam o processo natural pelo qual todos os seres humanos passam diante da morte de alguém próximo. Essas etapas consistem nos sentimentos de:

Negação: na qual não acreditamos ou não aceitamos o que está acontecendo;
Raiva: em que sentimos ira de tudo relacionado à pessoa que faleceu, ou seja, raiva do momento e da situação;

Negociação: é quando começamos a entender porque tais coisas aconteceram e procurar por uma solução;

Tristeza: etapa em que já está claro que a perda é irremediável, essa é uma das partes mais difíceis do luto;

Depressão: essa etapa pode ser mais demorada e difícil de superar;

Aceitação: é quando a depressão vai cedendo e começamos a assimilar que a vida continua, apesar de não podemos mais contar com aquela pessoa.

Existem casos nos quais essas etapas não ocorrem exatamente nessa ordem, mas geralmente é uma escada onde avançamos pouco a pouco até conseguirmos chegar à aceitação e à superação do luto.

É claro que sempre recordaremos da pessoa com nostalgia e tristeza, mas o sentimento se torna pouco a pouco mais fácil de suportar, menos sufocante ou desesperador. O tempo é um bom aliado para momentos de crise como este, entretanto, queremos compartilhar hoje algumas recomendações para que o processo de superação se torne mais efetivo e você se sinta melhor.

Expresse seus sentimentos

Não se preocupe se um dia você sente ira, em outro aceita melhor e em outro tem vontade de chorar. A perda de uma pessoa querida não é algo a que estamos acostumados, por isso precisamos expressar nossos sentimentos de forma livre, seja como for, guardar essas expressões de dor só causará um dano psicológico e corporal, afinal a mente tem muito a ver com a saúde do corpo.

Faça uma lista de tudo o que você ainda tem de bom na vida

Devido a depressão na qual podemos entrar, é comum que sintamos que a vida não tem nenhum sentido ou que sempre nos acontecem coisas ruins, mas não acredite que tudo é tão devastador, escreva diariamente sobre as coisas importantes que te aconteceram, seja sobre uma pessoa especial que conheceu, sobre o trabalho ou seus filhos, irmãos, pais, amigos, enfim, aplique a ideia de enxergar sempre um “copo meio cheio e meio vazio”, assim você perceberá que apesar de não ter mais aquela pessoa que tanto ama ao seu lado você pode contar com outras que também podem te fazer feliz.

Tente não se afastar dessas pessoas, pois são elas que podem oferecer o amor que você precisa nesse momento, conte com alguém em todo o momento, com quem você possa falar sobre a sua perda, sobre seus sentimentos ou procure um psicólogo, que é um profissional que entenderá exatamente o que está passando em seu interior e poderá te ajudar a superar o momento difícil.

Não se condene à amargura

Existem casos de pessoas que mantiveram luto durante anos, vestindo sempre preto, se negando a oportunidade de se divertir e compartilhar momentos alegres com os demais. O conselho é que não devemos cair nesse ciclo, precisamos buscar situações que sirvam de “salva-vidas”, que nos animem um pouco e distraiam o suficiente para que mantenhamos os níveis mais profundos de depressão afastados de nossa vida.

Não descuide da saúde

Em momentos de depressão normalmente perdemos a vontade de comer, dormir e até de cuidar da aparência pessoal, mas devemos pensar que em momentos assim a última coisa da qual precisamos é uma doença ou algo parecido, por isso, alimente-se bem, durma as horas recomendadas e evite o consumo de álcool, cigarro e tranquilizantes sem receita médica.

Lembre-se

Superar a morte de alguém que amamos pode ser difícil, mas não é impossível. Qualquer que seja o sentimento que tenhamos nesses momentos, precisamos seguir essas recomendações e plantar em nossa mente que o objetivo é chegar à superação e que a dor não durará para sempre.

Fonte: Melhor com Saúde

Como superar uma perda?

comentários

Deixe seu comentário

Os comentários são moderados, sua mensagem será avaliada e aparecerá ou não aqui num prazo médio de 24 horas.

Desenvolvido por:
w7br